Lar

Senhor! Senhor! Senhor Deus, Eterno Pai...
Abençoa os lares do mundo...
Que haja neles amor profundo...
Que nada seja capaz de lhes tirar
O encanto ou turvar a luz de dia...

"Os caminhos pisamos juncados
E juncados de ramos em flor;
Surgem bençãos de todos as lados,
Quando reina no lar doce amor."

Oh, que assim seja, Senhor!...
Que assim seja, Senhor!...

LAR!...
Palavra pequenina...
Supremamente significativa...
Grandemente famíliar...

Lar...
É mais do que o ambiente em que se vive...
Mais do que um aglomerado de pessoas...
Mais do que uma casa para morar...
Lar é atmosfera...
Dentro da qual se amanhece para a vida
- Pressuroso... - alegre...
- Vicejante... - exalando perfume...
- Num matizado de cores... linda flor...

Recebendo em cheio sobre si,
Os raios benfazejos desse sol que não se extingue,
O amor!... O amor!...

"Quão felizes correm os dias,
Quão depressa se esvai nossa dor,
São benditas as sãs alegrias,
Quando reina no lar doce amor."

Ah! já sei!
Foi num lar assim...
Que veio a este mundo, o Filho de Deus
- Jesus, Nosso Senhor

No lar, demos nossos primeiros passos...
Nele já tínhamos dado o primeiro sorriso...
E muito antes manifestado o nosso choro...
- como que na participação

Dessa música universal da criança,
Na qual revive o mundo
Pela melodia estranha de um incontável coro...
- abençoada esperança.

No lar balbuciamos a primeira palavra...
Incerta... incorreta...
De fato aquilo que nem era nada...

(Sady Machado, revista "Visão Missionária")

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentem aí gente....fia com Deus..

Seguidores